O ALHO – SUAS PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

alho
O alho e o Aloé Vera (babosa) pertencem à família das Liliáceas e ambos têm grandes propriedades medicinais. O alho se caracteriza por possuir em talo enterrado em lugar da raiz.’ Existem muitas variedades de alho, mas a mais comum é o Allium sativum.

 

 

PROPRIEDADES PRINCIPAIS DO ALHO
Antibiótico, expectorante dos pulmões, vermífugo (contra vermes intestinais), anti-reumático, anti-tiróideo, relaxante muscular, digestivo, diurético, anti-diabético, hipotensor, relaxante cardíaco, previne a aterosclerose, a trombose, diminui a gordura e o colesterol do sangue, revitalizante e reconstituinte geral.

 

O alho é rico em açúcares, proteínas, cálcio, potássio, fósforo, enxofre, iodo e silício, além das vitaminas A, B1, B2, B3 e C.

 

Graças a essas características, é que o alho tem gozado de uma grande fama desde a antiguidade. O povo babilónico já usava o alho 3.000 anos a.C., considerando‐o uma planta milagrosa e usando‐o contra enfermidades do aparelho respiratório, assim com afecções cutâneas, inclusive a lepra, além de expelir as amebas e vermes intestinais. Para o povo de Israel, o alho era considerado uma planta milagrosa, como foi mencionado por Moisés na Bíblia. No Egipto, o alho é mencionado pelo historiador Heródoto, o qual fala de uma inscrição feita na grande pirâmide de Keops onde se indica que o alho era um dos vegetais diariamente administrados aos operários.

 

Actualmente, os egípcios tomam o alho antes das competições desportivas. Histórias similares também se podem contar da Grécia, onde Aristóteles menciona o alho dizendo que “ele ajuda na cura da hidrofobia e é um bom tónico laxante”. Hipócrates (460 a.C.) recomendava o alho aos desportistas que competiam nos jogos olímpicos. Posteriormente, o apogeu de seu curativo ocorreu durante a Idade Média, permanecendo até os dias actuais.
O alho tomado com tomilho multiplica seu poder antibiótico e o faz mais digestivo. O alho combinado com a lecitina tem maior poder de assimilação.

 

PODER ANTIBIÓTICO E GERMICIDA.
Ficou bem demonstrado que é eficaz contra bactérias como estafilococos, estreptococos, salmonelas e demais germens que habitualmente causam as infecções diarreicas e gastrointestinais, assim como as bronco‐pulmonares. Além das causadas por fungos como a tinia e a candidíase.

 

EXPECTORANTE DOS PULMÕES
Actua como um grande expectorante pulmonar, ajudando a desprender das mucosas as secreções infectadas nocivas dos brônquios. Ademais, previne contra catarros e gripes.

 

VERMÍFUGO
Desde a Antiguidade se tem utilizado dente de alho para eliminar os oxiúros (bactérias) das crianças, servindo de grande ajuda para as amebas de forma definitiva.

 

ANTI‐REUMÁTICO
Esfregando‐se dentes de alho moído com balsâmica de Aloé, nas articulações doloridas e inflamadas afectadas por dores reumáticas, esta mistura provoca um efeito anti‐inflamatório e calmante.

 

HIPERTIROIDISMO
O alho contém uma grande quantidade de iodo, por isso ele ajuda as pessoas que padecem de bócio causado pela deficiência desse mineral.

 

TONIFICANTE MUSCULAR
Os músculos se tonificam e podem aguentar uma sobrecarga maior de trabalho, já comentavam os egípcios que construíram a grande pirâmide. Além disso, o alho é um óptimo relaxante muscular.

 

DIGESTIVO
A ingestão de alho previne o bloqueio dos nervos ou stress da secreção dos sucos gástricos e pancreáticos ‐ inclusive os sucos intestinais encarregados de digerir os nutrientes ‐ além de fazer com que a musculatura do aparelho digestivo se encontre relaxada e tonificada.

 

DIURÉTICO
O alho é altamente diurético devido a seus óleos essenciais e aos açúcares de baixo peso molecular.

 

ANTI‐DIABÉTICO
O alho é de grande ajuda para pessoas com diabetes, já que diminui o nível de glicose no sangue. Essa acção se deve ao facto de ele aumentar a secreção de insulina, que é encarregada de manter os níveis normais de açúcar no sangue.

 

HIPOTENSOR
(Baixa a pressão arterial elevada).
O alho actua como vasodilatador, proporcionando uma maior irrigação sanguínea, uma vez que provoca uma diminuição da pressão arterial. Experimentos realizados mostram esses efeitos em cerca de 75% das pessoas.

 

RELAXANTE DO CORAÇÃO
O alho tonifica o músculo cardíaco e com isso ele ajuda a evitar a arritmia cardíaca. É indicado para pessoas que têm taquicardias e arritmias cardíacas.

 

REDUTOR DE GORDURA NO SANGUE
Tem‐se demonstrado que o alho provoca uma diminuição das lipoproteínas de baixa densidade (perigosas), num nível de 7 a 22% e eleva as de alta densidade (as favoráveis) de 15 a 31%. Além de diminuir o colesterol total e os triglicerídeos em cerca de 17 a 20%.

 

 

ATEROSCLEROSE E TROMBOSE
Estudos realizados por Chitani e Bordia revelaram que a ingestão de alho diariamente durante um mês provoca a diminuição da coagulação em cerca de 72 a 85%.

 

REVITALIZADOR
Desde a Antiguidade o alho associado ao vigor, à resistência física e à força, proporcionando uma grande resistência aos atletas.

 

Recomenda‐se ler: “O Alho”, de José L. López Larramendi, Ed. EDAF. “Dicionário de Herbolaria”, de Hector A. Alvarez, Edit. Posada. “Cura Natural das Enfermidades”, de Julián Navarro, Ed. Posada. “Uso de Plantas Naturais”, da Ed. Arbol. “Asma”, de Donald J. Lane, Ed. Edamex.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s